As famílias em situação de pobreza e pobreza extrema têm direito ao recebimento do Bolsa Família. Devido à pandemia de COVID-19, esses beneficiários estão recebendo o auxílio emergencial. Além desse programa, os contemplados do Bolsa podem receber outros benefícios.

O Bolsa Família foi criado em 2004 pelo ex-presidente Lula (PT). Porém, o programa se tratou da unificação de benefícios criados durante a gestão de Fernando Henrique Cardoso (PMDB): Bolsa Escola, Vale Gás e Bolsa Alimentação.

Atualmente, o Bolsa Família contempla 14,6 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social. A média paga pelo governo a cada uma delas é de R$ 192. Porém, o presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), pretende ampliar esse valor a partir de agosto deste ano.

Benefícios garantidos para quem recebe o Bolsa Família

  • Bolsa Verde

Esse programa também é destinado às famílias em situação de extrema pobreza. Porém, o foco são as que realizam alguma atividade de preservação ambiental. O responsável pelo pagamento é o Ministério do Meio Ambiente. O valor recebido é de R$ 300, pagos trimestralmente ao longo de dois anos.

  • Carteira do idoso

Com esse benefício, idosos a partir dos 60 anos podem fazer viagens interestaduais de ônibus gratuitamente ou pagando 50%. Para ter direito é necessário possuir uma renda de até dois salários mínimos.

  • Programa Brasil Carinhoso

Esse benefício é destinado as famílias contempladas pelo Bolsa Família e que tenham crianças de 0 a 4 anos matriculadas em creches públicas. O valor recebido é destinado às despesas relacionadas à educação infantil e ao cuidado e alimentação da criança.

  • Tarifa Social de Energia Elétrica

Desconto na conta de luz para famílias de baixa renda que tenham um consumo mensal de até 220 KWh. O valor do desconto é variável, sendo assim, quanto menor o consumo maior será o desconto.

Fonte: Glaucia Alves / fdr.com.br