Pular para o conteúdo

Publicidade


Publicidade

Empréstimo Caixa Tem suspenso: Veja o que acontece com quem já contratou o crédito!


    Publicidade

    Muitas pessoas foram pegas de surpresa após a Caixa Econômica Federal suspender o empréstimo Caixa Tem para novas contratações. O crédito, lançado em março de 2022, era visto como uma boa opção para empreendedores pessoa física e Microempreendedores Individuais (MEIs).

    Chamado de “microcrédito”, por conta do valor liberado (a partir de R$ 300), o serviço foi procurado por muitas pessoas. Só para se ter uma ideia, entre o final de março e a primeira quinzena de abril do ano passado, 600 mil contratos foram aprovados pelo banco estatal.

    Para quem contratou o empréstimo Caixa Tem em junho do ano passado, por exemplo, e parcelou em 18 meses, o serviço segue ativo. Ou seja, as prestações continuam sendo cobradas na data estabelecida por ambas as partes – banco e interessado.

    Parcelas de contratos anteriores à suspensão continuam sendo cobradas

    O que é importante entender sobre a notícia é que o empréstimo Caixa Tem foi suspenso para novas contratações. De acordo com a mensagem exibida no site do banco, as parcelas anteriores à suspensão continuam sendo debitadas de forma automática na data de vencimento e na conta do recebedor do crédito.

    O pagamento da parcela é por débito automático, isto é, o dinheiro é deixado na conta e a Caixa debita o valor referente à prestação. O cliente pode depositar a quantia via Pix, transferência bancária ou depósito em caixa eletrônico ou casa lotérica

    Consequências do não pagamento das parcelas do empréstimo Caixa Tem

    É importante pagar as parcelas até a data de vencimento para evitar multas e juros pelo atraso. Além disso, quitar a pendência corretamente vai proporcionar o aumento do score de crédito e surgimento de outras ofertas de empréstimos.

    A Caixa, por exemplo, permite que quem já contratou o empréstimo Caixa Tem possa aproveitar o crédito em uma outra oportunidade. Para liberar o dinheiro, o banco pode considerar o comportamento financeiro do cliente.

     

    Fonte:

    Aguarde um momento…

    0