No final deste mês, a Caixa Econômica Federal deve liberar mais detalhes sobre a linha de microcrédito que será ofertada pelo aplicativo Caixa Tem. A plataforma já disponibiliza  diversos serviços financeiros gratuitos, além de repassar benefícios de alguns programas governamentais.

De acordo com o presidente da instituição, Pedro Guimarães, o objetivo é tornar acessível empréstimos aos cidadãos brasileiros de baixa renda que muitas vezes não conseguem ser aprovados em outros bancos tradicionais ou fintechs.

Microcrédito do Caixa Tem

O microcrédito que será ofertado no Caixa Tem terá valores de R$ 500 a R$ 3 mil para serem contratados. Umas das vantagens é o número de parcelas para o pagamento, que poderão variar de 18 a 24 meses.

Baixe nosso aplicativo. Clique na imagem abaixo ⤵

Além disso, o procedimento será realizado totalmente pelo Caixa Tem, desde os primeiros passos da contratação até a liberação do dinheiro na conta poupança social digital. Sendo assim, as etapas serão executadas virtualmente.

Ainda conforme a declaração de Guimarães, a intenção é atender, ao menos, 30 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade com o microcrédito. Quando liberada, a opção já estará pré-aprovada no aplicativo, sendo possível visualizar o valor e a quantidade de parcelas para o pagamento.

“A maioria das pessoas não consegue fazer o cálculo de juros compostos. O importante é quanto eu vou pagar por mês e se isso cabe no orçamento. Então, esse programa nós já vamos lançar quando for realizar o Bolsa Família. Sobre o novo Bolsa Família, a Caixa Econômica e eu estamos envolvidos na parte operacional, quem realmente está fazendo essa discussão é o Ministério da Cidadania com o Ministério da Economia”, destacou.

Início do novo programa

Nas últimas discussões, o presidente da Caixa informou que o anuncio da linha de crédito ocorrerá no final de setembro, a fim de conjugar a oferta com o encerramento do auxílio emergencial.

Desta forma, a expectativa é que o microcrédito esteja disponível a partir de novembro, justamente após o fim dos pagamentos da sétima parcela do auxílio emergencial 2021.

“A gente vai conjugar o final do auxílio emergencial com o começo do programa de microcrédito para 30 milhões de pessoas. Nós vamos conjugar com dois grupos: o grupo que vai receber o Bolsa Família, este grupo não tem condição de pagar, então é uma transferência de renda, e o grupo com condição de pagar”, ressaltou Guimarães.

No final deste mês, a Caixa Econômica Federal deve liberar mais detalhes sobre a linha de microcrédito que será ofertada pelo aplicativo Caixa Tem. A plataforma já disponibiliza uma série de serviços financeiros gratuitos, além de repassar benefícios de alguns programas governamentais.

De acordo com o presidente da instituição, Pedro Guimarães, o objetivo é tornar acessível empréstimos aos cidadãos brasileiros de baixa renda que muitas vezes não conseguem ser aprovados em outros bancos tradicionais ou fintechs.

Microcrédito do Caixa Tem

O microcrédito que será ofertado no Caixa Tem terá valores de R$ 500 a R$ 3 mil para serem contratados. Umas das vantagens é o número de parcelas para o pagamento, que poderão variar de 18 a 24 meses.

Além disso, o procedimento será realizado totalmente pelo Caixa Tem, desde os primeiros passos da contratação até a liberação do dinheiro na conta poupança social digital. Sendo assim, as etapas serão executadas virtualmente.

Ainda conforme a declaração de Guimarães, a intenção é atender, ao menos, 30 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade com o microcrédito. Quando liberada, a opção já estará pré-aprovada no aplicativo, sendo possível visualizar o valor e a quantidade de parcelas para o pagamento.

“A maioria das pessoas não consegue fazer o cálculo de juros compostos. O importante é quanto eu vou pagar por mês e se isso cabe no orçamento. Então, esse programa nós já vamos lançar quando for realizar o Bolsa Família. Sobre o novo Bolsa Família, a Caixa Econômica e eu estamos envolvidos na parte operacional, quem realmente está fazendo essa discussão é o Ministério da Cidadania com o Ministério da Economia”, destacou.

Início do novo programa

Nas últimas discussões, o presidente da Caixa informou que o anuncio da linha de crédito ocorrerá no final de setembro, a fim de conjugar a oferta com o encerramento do auxílio emergencial.

Desta forma, a expectativa é que o microcrédito esteja disponível a partir de novembro, justamente após o fim dos pagamentos da sétima parcela do auxílio emergencial 2021.

“A gente vai conjugar o final do auxílio emergencial com o começo do programa de microcrédito para 30 milhões de pessoas. Nós vamos conjugar com dois grupos: o grupo que vai receber o Bolsa Família, este grupo não tem condição de pagar, então é uma transferência de renda, e o grupo com condição de pagar”, ressaltou Guimarães.

Fonte: Notícias Concursos