O auxílio emergencial volta a ser pago a partir do dia 6 de abril, e muitas pessoas ainda estão em dúvida em relação ao valor que vão receber. Isso porque o governo resolveu mudar as regras para pagamento, passando a considerar a formação familiar para liberar o dinheiro.

Também, a partir de agora, apenas um membro de cada família poderá ter direito ao benefício. Serão quatro parcelas, que terão como média R$ 250.

Verifique em qual condição você se encontra para receber o auxílio emergencial e qual o será o valor que irá receber:

Se você mora sozinho, terá direito a quatro parcelas de R$ 150,00
A família que tiver duas ou mais pessoas receberá quatro parcelas de R$ 250
As mulheres que são chefes de família, que não têm companheiro, e tem filho pequeno, receberão quatro parcelas de R$ 375.
Lembrando que o Bolsa Família também será contemplado com o auxílio emergencial, sendo que continua valendo a regra, que será pago o valor que for mais vantajoso (ou seja o valor que a pessoa já recebe ou o valor do auxílio emergencial).

Veja as regras para receber o auxílio emergencial 2021

  • A renda por pessoa da família não pode passar de até meio salário mínimo (R$ 550)
  • A renda total do grupo familiar deve ser de até três salários mínimos (R$ 3.300)
  • Só será permitida o pagamento de uma cota por família
  • Ter mais de 18 anos
  • Não ter emprego formal
  • Não ter tido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ou rendimentos isentos acima de R$ 40 mil naquele ano
  • Não ser dono de bens de valor superior a R$ 300 mil até o fim de 2019
  • Estão excluídos os residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares
  • Ficam de fora também as pessoas que receberam qualquer tipo de benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista ou de transferência de renda do governo em 2020, com exceção do Bolsa Família e abono salarial.