O empréstimo consignado foi oferecido aos beneficiários do Auxílio Brasil, que puderam processar o contrato por meio dos bancos autorizados pelo Banco Central. No entanto, o empréstimo havia sido bloqueado pela Caixa Econômica Federal por recomendação do TCU.

Agora a Caixa, principal banco liberador do empréstimo, permite que os usuários solicitem a contratação do empréstimo.

Caixa voltou a aprovar milhões de pessoas no empréstimo consignado

Na semana passada, a Caixa Econômica informou que já havia emprestado mais de R$ 4,2 bilhões na forma de empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil. O banco também disse que voltará a aprovar contratos após o período de suspensão.

Baixe nosso aplicativo. Clique na imagem abaixo ⤵

A suspensão ocorreu porque o Tribunal de Contas da União (TCU) havia recomendado que o banco congelasse a concessão de empréstimos consignados. Isso porque a Caixa deveria examinar os documentos que comprovassem que o empréstimo seria liberado de forma que não prejudicasse as contas bancárias.

Seguindo a recomendação do TCU, a instituição financeira foi suspensa no dia seguinte (25) do empréstimo por 24 horas e também informou o novo prazo para os segurados receberem o valor do consignado que seria de dois a cinco dias úteis após a aprovação da Dataprev e da Secretaria de Cidadania.

O objetivo era, portanto, realizar as novas transações após o período eleitoral, a fim de evitar possíveis problemas legais posteriormente.

Agora com as eleições encerradas, os beneficiários devem ser liberados para concluir a contratação no banco, pois também completarão os cinco dias úteis necessários para a liberação após o dia da suspensão.

Estima-se que milhares de famílias tenham aprovado o empréstimo consignado na nova versão.

A Caixa está novamente aprovando empréstimos consignados do Auxílio Brasil
Imagem: Edital Concursos Brasil.

Como vai funcionar a nova aprovação do empréstimo?

Foi recebida uma notificação no aplicativo Caixa Tem indicando os cinco dias úteis necessários para a liberação. Dessa forma, o prazo começa a rodar na plataforma digital no dia da contratação.

No entanto, de acordo com o decreto, o prazo começa após o registro/aprovação pela Dataprev e pelo Ministério da Cidadania. Por isso, muitas pessoas acreditam que a notificação no aplicativo pode ser um erro do banco.

As empresas recebem o pedido de destinatário do Auxílio Brasil e podem realizar uma análise interna sem prazo determinado. Somente após esse processo o contrato será enviado para avaliação da Dataprev e do Ministério da Cidadania para aprovação.

Somente após todo esse processo o empréstimo consignado será liberado para os beneficiários. Isso torna as informações provenientes da plataforma digital Caixa Econômica bastante confusas, pois o processo é muito mais complexo do que os mandatos bancários.