O salário mínimo para o ano que vem teve um novo valor proposto pelo Governo Federal. Segundo a proposta orçamentária para 2021, o novo valor apresenta um aumento de R$ 22 com relação ao vigente, e uma diminuição de R$ 12 em comparação ao último proposto, fixando-se em R$ 1.067.

O Congresso precisa aprovar a proposta para que a quantia seja oficialmente divulgada. O reajuste entrará em vigor no mês de janeiro do ano que vem, e o primeiro pagamento será no mês de fevereiro.

Em abril, a quantia do salário mínimo para 2021 foi fixa em R$ 1.079. Porém, sofreu alterações em decorrência do governo prever um aumento considerável na inflação deste ano.

Baixe nosso aplicativo. Clique na imagem abaixo ⤵

A previsão do Governo Federal era de que, ainda no mês de abril, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) sofresse uma alta de 3,27%, mas, esse valor sofreu uma redução e bateu 2,09% em julho, influenciando negativamente no próximo valor do salário mínimo. Os valores do INPC ainda podem sofrer alterações no decorrer de 2020.

No ano de 2019 o governo colocou fim na política de reajuste real do salário. Ou seja, o valor salarial agora é limitado a seguir à risca o que é determinado pela Constituição Federal, que discorre sobre a preservação do poder aquisitivo do trabalhador.

Cabe ressaltar que o ganho real valor salarial foi implementado pelo Presidente da República em 1994, no caso, Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Sem o mencionado ganho real no salário, o governo se beneficia, de certa forma, de um alívio financeiro, visto que, o aumento salarial reajusta automaticamente benefícios assistenciais e beneficiários. R$ 1 de aumento no salário mínimo equivale à subtração de R$ 355 milhões por ano no cofre público.

Fonte: RAFAEL F – i7news