A Caixa Econômica Federal desenvolveu um novo produto voltado aos pequenos empreendedores. Através do celular, pode-se solicitar um crédito de até R$1.000. A medida custará cerca R$ 10 milhões aos cofres da instituição. Estima-se que que o crédito auxilie 10 milhões de pessoas.

Crédito de até R$1.000

Esse produto visa auxiliar os pequenos empreendedores. Assim, através do celular, de forma rápida e simples, o cliente pode solicitar um crédito de até R$1.000.

Entretanto, a Caixa não deu maiores detalhes, sobre como funcionarão as taxas de juros. Entretanto, o banco afirma que estima que as mesmas sejam uma das mais baixas neste seguimento.

Baixe nosso aplicativo. Clique na imagem abaixo ⤵

De acordo com o presidente do banco, Pedro Guimarães, vale ressaltar que o microcrédito não é um benefício. Ou seja, o produto é uma transferência. Dessa forma, o cliente deverá devolver esse dinheiro à Caixa.

Além disso, a Caixa almeja fazer parte da bolsa americana Nasdaq, bem como criar um banco digital. Assim que criar a fintech, o microcrédito estará disponível dentro da modalidade virtualmente.

Garantia do FGTS e penhor

O crédito da Caixa não faz consulta ao SPC e Serasa. Dessa forma, uma pessoa com o CPF negativado, pode fazer um empréstimo no banco. Como garantia de pagamento, o banco aceita o penhor de bens, bem como o FGTS.

O penhor pode ser metais nobres, pérolas, relógios, joias em ouro de, pelo menos, 12 quilates, entre outros. Vale ressaltar, que a garantia em penhor não será maior que o valor usado de empréstimo.

Já no que diz respeito ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o valor devido pode ser retirado desse fundo. Entretanto, a empresa do trabalhador precisa estar vinculada a este serviço.

Fonte: / Seu Crédito Digital