Um novo programa do Bolsa Família tem expectativa de ser lançado até o final deste mês de janeiro, ou seja, ainda nesta semana. A confirmação foi dada por meio do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, por meio do programa Direto ao Ponto, da Jovem Pan.

Segundo informações do ministro Lorenzoni, o Ministério da Cidadania já está pronto para o anúncio, aguardando somente a autorização do presidente Jair Bolsonaro para revelar os detalhes da proposta. Ainda, informou que o presidente deve autorizar que a apresentação de um novo Bolsa Família, mas, que seus moldes não serão alterados.

“Vai ser o Bolsa Família mesmo, não tem porque mudar, é o programa que as pessoas estão acostumadas”.

Bolsa Família vai passar de R$200

De acordo com informações do ministro, o novo programa do Bolsa Família que será apresentado vai pagar um ticket mínimo superior a R$ 200. De acordo com informações passadas pelo Governo, a o lançamento do benefício ampliado vai proporcionar uma emancipação das famílias.

“Vamos dar garantia para as famílias. Se a pessoa se empregou e perdeu o emprego por algum motivo, pode voltar para o programa, sem entrar na fila”, confirmou.

Além disso, Lorenzoni confirmou que o dinheiro investido no programa serão utilizados por meio do orçamento da pasta para 2021.

“Fizemos caber o novo Bolsa dentro dos R$ 35 bilhões que o orçamento nos reserva para 2021. Nós fizemos tudo que podíamos em 2020, não pedimos um centavo a mais em nenhum programa do Ministério da Cidadania. É um aprofundamento fiscal que não tem espaço para inventar, tem espaço para ser criativo e fazer um programa diferente, mais direcionado”, confirmou.

Total de famílias beneficiadas por região

  • Região Nordeste: são 7.096.461 de famílias atendidas
  • Região Sudeste: 3.817.351 de famílias
  • Região Norte: 1.796.776 de famílias
  • Região Sul: 891.653 de famílias
  • Região Centro-Oeste: 680.972 de famílias
  • Total: 14.283.213 famílias cadastradas no programa Bolsa Família

Pagamento do Bolsa Família via Caixa Tem

A Caixa já começou a pagar o programa Bolsa Família digitalmente. Para isso, o banco está utilizando o aplicativo Caixa Templataforma que permite a abertura de uma conta social digital para todos inscritos no benefício.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, explicou que o público do benefício assistencial é mais sensível à questão das tecnologias. Por esse motivo, a conta digital para pagamento do Bolsa Família será oferecida “com tranquilidade”, disse ele.

Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa, o público do benefício assistencial é mais sensível à questão das tecnologias. Por esse motivo, a conta digital para pagamento do Bolsa Família será oferecida “com tranquilidade”, disse ele.

transição no pagamento por meio do Caixa Tem vai acontecer de maneira escalonada. Dessa Forma, essa medida vai alcançar pelo menos 9 milhões de beneficiários.

Os primeiros a receberem o Bolsa Família por meio do Caixa Tem foram os inscritos com NIS final 9 e 0, ainda em dezembro de 2020. Veja como vai acontecer

  • Dezembro de 2020: no último mês do ano passado, a Caixa realizou o crédito do Bolsa Família em poupança social digital da Caixa para os beneficiários com NIS final 9 e 0;
  • Janeiro de 2021: o crédito do Bolsa Família em poupança social digital da Caixa para os beneficiários com NIS final 6, 7 e 8;
  • Fevereiro de 2021: crédito do Bolsa Família em poupança social digital da Caixa para os beneficiários com NIS final 3, 4 e 5;
  • Março de 2021: crédito do Bolsa Família em poupança social digital da Caixa para os beneficiários com NIS 1, 2 e para Grupos Populacionais Tradicionais Específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua).

Fonte: Noticias Concursos