Foram divulgados os possíveis novos valores do Auxílio Emergencial em 2021. Segundo informações do SBT News, o governo já estaria preparando a Medida Provisória que vai definir as regras da nova rodada de pagamentos do benefício, incluindo a forma de cadastramento que será realizada e o valor das parcelas que devem durar de março a junho deste ano.

valor de R$ 250 já havia sido confirmado pelo presidente da República Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. A novidade agora é que o Auxílio Emergencial poderá ter outras duas cotas, novos formatos, fazendo o valor variar de R$ 150 a R$ 375.

De acordo com o jornal, terão direito ao novo Auxílio Emergencial os trabalhadores informais, inscritos no Cadastro Único e beneficiários do Bolsa Família. A estimativa do governo é que os novos pagamentos cheguem a cerca de 34 milhões de brasileiros, metade dos beneficiários aprovados na primeira fase dos pagamentos. Se a informação apurada se confirmar, o benefício terá os seguintes valores:

  • Auxílio Emergencial de R$ 250 para a maior parte dos beneficiários;
  • Auxílio Emergencial de R$ 150 para pessoas que residem sozinhas (unifamiliar);
  • Auxílio Emergencial de R$ 375 para mulheres chefes de família (famílias monoparentais).

A volta do Auxílio Emergencial ainda depende da votação da PEC Emergencial que cria condições para o pagamento do benefício por meio de crédito extraordinário, ou seja, sem que a despesa fique dentro do teto de gastos para o ano de 2021. Após alguns trechos da proposta de emenda à constituição causarem discordância entre os senadores e acabar atrasando a votação, os dispositivos foram retirados da PEC que passará por votação nesta quarta-feira (3) no Senado Federal.

O governo trabalha com a previsão que a PEC Emergencial seja aprovada nesta quarta (3) no Senado e já na próxima quarta (10) na Câmara dos Deputados e, assim, a medida provisória possa ser editada para que o auxílio seja liberado até o final da semana que vem.

Fonte: Ache Concursos